Tempestade tropical Otto faz três mortos no Panamá

Está previsto que furacão ganhe força na aproximação à Nicarágua e à Costa Rica

A tempestade tropical Otto ganhou força e passou hoje a furacão, dirigindo-se das Caraíbas para a América Central, tendo causado três mortos à passagem pelo Panamá e obrigado a evacuar zonas costeiras na Costa Rica e Nicarágua.

O Otto é o sétimo furacão da época de 2016 no Atlântico, deslocando-se para oeste, com ventos de 120 quilómetros por hora, adiantou o Centro Nacional de Furacões nos Estados Unidos, citado pela agência noticiosa AFP.

Espera-se que o furacão ganhe ainda mais força e velocidade na aproximação à costa da Nicarágua e da Costa Rica.

A chuva trazida pelo Otto vai "provavelmente resultar em inundações rápidas e deslizamentos de terra" que colocam em risco a vida das populações, alertou o centro norte-americano.

No Panamá, duas pessoas morreram devido a deslizamentos de terra e outra foi morta pela queda de uma árvore, disse à AFP o chefe da Proteção Civil do país, Jose Donderis.

Nove pessoas foram apanhadas pelo deslizamento de terra ocorrido a oeste da capital: "Sete foram resgatadas e infelizmente foram recuperados dois corpos", disse Donderis.

A outra morte foi a de um rapaz atingido por uma árvore que caiu em cima do carro onde se encontrava, com a mãe, no exterior da sua escola. A mãe sobreviveu.

As autoridades nacionais ordenaram o encerramento de todas as escolas e os funcionários públicos receberam ordens para abandonarem o trabalho mais cedo na quarta-feira.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG