Tatuagem com referência a Maddie indigna britânicos

Turista embriagado terá tatuado "I stole Madeleine McCann" enquanto estava de férias em Espanha

Em Magaluf, nas ilhas Baleares espanholas, é comum que os estúdios de tatuagens fiquem abertos até de madrugada, para que os turistas - muitas vezes embriagados - possam gravar na pele uma recordação das férias.

Naturalmente, e dado o estado ébrio dos clientes, as tatuagens são de gosto discutível, muitas vezes questionável. É o caso da tatuagem que terá feito um turista britânico, numa referência ao caso que o Reino Unido e Portugal não esquecem: o desaparecimento de Maddie McCann, há dez anos na praia da Luz, no Algarve.

Vários jornais britânicos reportam que, nas redes sociais, começou a circular a imagem de uma tatuagem com a frase "I stole Madeleine McCann", em português "Eu raptei a Madeleine McCann". Perante o mau gosto da mensagem, a imprensa procurar apurar os motivos.

O Daily Star falou com alguns dos tatuadores na estância balnear espanhola, que garantem que criam quaisquer tatuagens que os clientes peçam. "Fazemos o que quer que eles quiserem, mesmo que seja ofensivo. Há quem diga que é mórbido, mas não fica no nosso corpo e é decisão da pessoa", explicam os profissionais.

As tatuagens mais pequenas custam 50 libras, cerca de 55 euros, e um turista até terá já pedido para lhe tatuarem "Eu amo Magaluf" na testa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG