Suspeito confessou ataque terrorista de Estocolmo

Quatro pessoas morreram no ataque de sexta-feira passada

O homem suspeito de ter conduzido um camião numa movimentada rua pedonal de Estocolmo, na sexta-feira passada, confessou o crime de ato terrorista, informou o seu advogado, segundo a agência noticiosa AFP.

Rakhmat Akilov "reconheceu ter cometido um ato terrorista e aceitou a prisão preventiva", afirmou Johan Eriksson, o advogado oficioso, durante uma audiência na presença do seu cliente.

Já ontem, a mesma fonte avançara que o homem havia sido identificado como Rakhmat Akilov, um uzbeque de 39 anos.

Akilov é suspeito de ter lançado um camião pesado em direção à multidão e percorrido centenas de metros na rua pedonal mais frequentada de Estocolmo, antes de embater com o veículo na fachada de um grande armazém.

Foi detido poucas horas após o atentado, no qual morreram quatro pessoas - dois cidadãos suecos, dos quais uma criança, um britânico e um belga - e outras 15 ficaram feridas.

O suspeito recusou o seu advogado e solicitou um defensor "muçulmano sunita", mas o tribunal rejeitou o pedido "na ausência de motivos válidos", segundo os documentos da instância judicial.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG