Supremo Tribunal rejeita petição republicana para invalidar vitória de Biden na Pensilvânia

É a última tentativa da campanha de Trump para evitar a certificação dos resultados neste importante estado.

O Supremo Tribunal dos Estados Unidos rejeitou a última petição dos republicanos para invalidar a certificação da vitória do Presidente eleito Joe Biden na Pensilvânia.

Sem fazer comentários, o tribunal recusou esta terça-feira pôr em causa o processo eleitoral na Pensilvânia.

O Governador Tom Wolf já certificou a vitória de Biden e os 20 eleitores do Estado vão reunir-se no dia 14 de dezembro para votarem em Biden.

Biden obteve 306 votos no colégio eleitoral, pelo que mesmo que os resultados da Pensilvânia estivessem em dúvida, ainda teria mais do que os 270 votos eleitorais necessários para se tornar presidente. A tomada de posse é a 20 de janeiro.

A decisão surge no mesmo dia em que se ficou a saber que o ainda presidente dos EUA, Donald Trump, telefonou duas vezes ao presidente da Câmara dos Representantes daquele estado pedindo para que os resultados não fossem certificados.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG