Supremacistas vão ser recebidos em São Francisco com excrementos de cão

Centenas de ativistas planeiam cobrir o areal da praia de Crissy Field, local onde se irá realizar a manifestação do grupo de extrema-direita Patriot Prayer, com um tapete de excrementos

Quando o grupo de extrema-direita Patriot Prayer chegar a São Francisco, Califórnia, para a manifestação agendada para sábado, será recebido por um grupo de ativistas pela paz. Os supremacistas vão receber flores para colocar no cabelo mas, além da oferta pacífica, vão ter à espera um outro presente, este envenenado: um tapete de excrementos de cão.

A ideia foi de Tuffy Tuffington, líder do grupo de ativistas: "Tinha esta imagem de pessoas da 'alt-right' a caminharem sobre excrementos", disse ao The Guardian.

A epifania surgiu quando Tuffington dava uma caminhada com os cães, enquanto pensava na melhor maneira de responder aos extremistas, na sequência dos acontecimentos em Charlottesville, onde supremacistas e ativistas se defrontaram e os confrontos terminaram com uma morte.

Atista e designer de 45 anos, o ativista criou então uma página no Facebook para o evento. E os donos de cães em São Francisco estão a aderir em força.

Tudo indica que o tapete de excrementos vai ser uma realidade: centenas de ativistas planeiam cobrir o areal de Crissy Field, a pitoresca praia à sombra da icónica Ponte Golden Gate para onde está marcado o encontro dos Patriot Prayer, com as fezes dos animais para brindar a extrema-direita. Muitos declararam até a intenção de armazenar os excrementos dos cães por alguns dias e entregá-los depois, dentro de sacos, a Tuffington.

O evento no Facebook refere também que o grupo de ativistas irá reunir-se novamente no domingo, o dia após a manifestação, para limpar a praia.

A presença do grupo Patriot Prayer em São Francisco colocou em alerta a polícia local, que irá destacar todos os oficiais disponíveis para a manifestação.

"À medida que os supremacistas e os neonazis se reúnem no nosso meio, nós iremos sintonizar novamente a frequência do amor e iremos combater o seu ódio com flores para o cabelo", afirmou Shannon Bolt, outro membro do grupo de ativistas.

"Existe um número significativo de pessoas que gostariam de bater nos supremacistas, depois existem pessoas que acham que o grupo deve ser inteiramente ignorado. No meio estão aqueles que têm ideias loucas e criativas", defendeu Cleve Jones, também ele parte dos que vão receber com excrementos os nacionalistas.

Além de flores e excremento de cão, a receção ao grupo de extrema-direita, no sábado, irá também contar com palhaços, caiaques, carros e até crianças. O objetivo é combater o racismo com o humor das palhaços e a suavidade das crianças, roubando-lhe espaço com os caiaques e viaturas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG