Spotify processado em milhares de milhões de euros devido a direitos de compositores

Serviço de streaming de música acusado de infringir os direitos de compositores e editores. Empresa Wixen Music Publishing fala em danos de 1,6 mil milhões de dólares ( aproximadamente 1,3 mil milhões de euros)

O serviço de streaming de música Spotify foi alvo de um processo por parte da empresa californiana Wixen Music Publishing, devido a infrações de direitos de compositores e editores, noticia a BBC.

A promotora norte-americana, que representa artistas como Janis Joplin, Tom Petty e a banda The Black Keys, fala em danos na ordem dos 1,6 mil milhões de dólares ( aproximadamente 1,3 mil milhões de euros), cerca de 125 mil euros por mais de 10 mil músicas.

Segundo a cadeia televisiva britânica, os dirigentes do Spotify, que têm estado a contas com outros problemas relativos a direitos de autor, não quiseram fazer qualquer comentário sobre o caso,

Mais Notícias

Outras Notícias GMG