Sobe para 43 número de mortos em atentado do Estado Islâmico

O ataque teve lugar no bairro de Bourj al-Barajné, nos subúrbios da zona sul de Beirute. Há 239 feridos, muitos em estado crítico

O número de mortos no atentado reivindicado pelos "jihadistas' do Estado Islâmico num bastião do grupo xiita libanês Hezbollah na zona sul de Beirute subiu para 43, segundo um novo balanço facultado hoje pela Cruz Vermelha libanesa.

Dos 239 feridos detetados até agora devido ao atentado de quinta-feira, muitos deles encontram-se em estado crítico, de acordo com a mesa fonte.

Um anterior balanço dava conta de 41 mortos e 181 feridos.

Trata-se do atentado mais mortífero levado a cabo pelo grupo radical Estado Islâmico (EI) no Líbano e um dos mais sangrentos desde o fim da guerra civil (1975-1990).

Os familiares das vítimas preparavam-se hoje para enterrar os mortos, enquanto o país observa um dia de luto nacional, nomeadamente com o encerramento de escolas públicas e privadas.

O ataque teve lugar no bairro de Bourj al-Barajné, nos subúrbios da zona sul de Beirute.

Segundo o Exército, dois homens fizeram explodir de seguida os seus cinturões explosivos e um terceiro "terrorista", que não o conseguiu detonar, foi encontrado morto. Contudo, o grupo extremista sunita ao referir-se ao duplo atentado apenas dá conta de um "kamikaze".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG