Seis terramotos com magnitude 5 sentidos na fronteira Irão-Iraque

Não há, para já, relato de feridos ou danos

Uma série de seis terramotos com magnitude de 5 atingiram hoje a fronteira Irão-Iraque e sacudiram Bagdade, na mesma área onde em novembro um tremor de terra matou mais de 500 pessoas, mas não há relatos de feridos ou danos.

O Centro de Investigação Geológica norte-americano (USGS) revelou que cinco dos terramotos atingiram a cidade iraquiana de Mandali, depois do sismo inicial perto de Mehran, no oeste do Irão.

Os abalos registaram-se com uma diferença de uma hora entre eles, a partir das 06:59 (hora de Lisboa).

A televisão estatal iraniana disse que as pessoas correram para as ruas assim que o primeiro sismo se fez sentir.

Todos os terramotos ocorreram a uma profundidade de 10 quilómetros, de acordo com o USGS. Os abalos foram considerados pouco profundos, o que pode causar mais danos materiais, particularmente em área sem regras de construção rígidas.

As autoridades iranianas mostraram imagens relativas aos terramotos na televisão estatal. Toda a informação era preliminar e poderia mudar à medida que os cientistas examinam as áreas atingidas.

Em novembro último, um sismo de magnitude 7,2 atingiu o oeste do Irão, fazendo mais de 600 mortos.

O Irão é atravessado por várias falhas sísmicas, registando com frequência terramotos de proporções devastadoras.

Em 2003, um sismo de magnitude 6,3 atingiu Bam, causando 26 mil mortos, ou seja, um quarto da população da cidade histórica.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG