Robert De Niro para os trumpistas da FOX: "Que se f****"

Robert de Niro já tinha mandado Trump à outra parte nos Prémios Tony, em 2018; este domingo, na CNN, mandou os "trumpistas" do canal televisivo Fox ao mesmo sítio.

Já disse, em 2016, antes das eleições que deram a vitória a Trump, que lhe queria dar murros; que se trata de "um idiota, um desastre nacional, um embaraço para o país, este tonto, este palhaço". Já lhe chamou "totalmente pírulas". Em 2018, nos Tony Awards, subiu ao palco para discursar e proclamou: "Fuck Trump."

Agora, na manhã deste domingo, o ator de 76 anos esteve no programa da CNN Reliable Sources (Fontes bem informadas) e voltou a atirar-se ao seu alvo favorito. "Ele não devia ser presidente, ponto final parágrafo."

O pivô retorquiu: "Quando diz isso, sabe que os tipos da FOX vão atacá-lo."

"Fuck'em", respondeu De Niro. "Fuck'em" ("Que se f****").

"Isto é TV cabo, não se trata de uma violação das normas da FCC [Federal Communications Commission, uma espécie de homóloga da Entidade Reguladora para a Comunicação Social, que proíbe "Obscenidade, Indecência e linguagem ordinária"]. Mas é domingo de manhã", advertiu-o o pivô. E perguntou: "Por que escolhe esse caminho?"

"Estamos num momento da vida, neste país, em que este tipo é como um gangster. E repetimos: "Isto é terrível, estamos numa situação terrível, e este tipo continua por ali fora sem que alguém o pare."

Não é conhecida qualquer reação de Trump até ao momento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG