Reino Unido impõe restrições a ligações com a África do Sul devido a nova estirpe

Matt Hancock, ministro da Saúde britânico, anunciou que foram detetados no país dois casos da nova variante de covid-19 e decretou quarentena obrigatória para os viajantes.

As autoridades britânicas anunciaram esta quarta-feira que todos os viajantes provenientes da África do Sul têm de ficar em quarentena depois de terem sido identificados no Reino Unido dois casos de uma nova estirpe do coronavírus que foi descoberta esta semana naquele país africano.

O anúncio foi feito por Matt Hancock, ministro da Saúde britânico. "Esta nova variante é altamente preocupante, porque é mais contagiosa e parece ter mutado mais que a nova variante identificada no Reino Unido", avisou, assumindo depois que todos aqueles que tenham estado na África do Sul ou em "contacto próximo" com alguém proveniente daquele país, nas últimas duas semanas, tem que se colocar "imediatamente em quarentena".

A descoberta de casos que as autoridades acreditam ser uma variante nova e mais transmissível do coronavírus no Reino Unido surge após o anúncio, na semana passada, de que uma nova estirpe se havia espalhado pelo sul de Inglaterra. Em resposta ao crescente número de casos, a Grã-Bretanha ordenou uma série de restrições nessas regiões afetadas.

Mais de 50 países também impuseram restrições relativamente às viagens para o Reino Unido. E, além disso, a proibição da ligação do Canal da Mancha para a Europa já provocou problemas no porto de Dover e gerou receios de, em breve, haver escassez de alimentos nos supermercados do Reino Unido devido à suspensão das cadeias de abastecimento.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG