Reino Unido com recorde 492 mortes e Inglaterra entra em confinamento

O parlamento aprovou confinamento de quatro semanas. "Não estou preparado a correr riscos com as vidas dos britânicos", disse o primeiro-ministro Boris Johnson.

O Reino Unido registou 492 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, um novo máximo desde meados de maio. O ministério da Saúde britânico anunciou ainda 25 177 novas infeções.

Estes números confirmam a tendência de subida que já se tinha verificado na terça-feira, dia em que se tinham registado 397 mortes e 20 018 novos casos. Ainda assim, os números do início da semana são frequentemente mais altos porque incluem dados do fim de semana.

Nos últimos sete dias registaram-se 2067 mortes, uma média de 295 por dia, mais 36% do que nos sete dias anteriores. O total acumulado desde o início da pandemia covid-19 no Reino Unido é agora de 1 099 059 contágios confirmados e de a 47 742 óbitos registados num período de 28 dias após as vítimas terem recebido um teste positivo.

Entretanto, esta terça-feira, o parlamento aprovou um confinamento nacional de quatro semanas em Inglaterra, por 516 votos a favor e 38 contra. "Como primeiro-ministro, quando sou confrontado com dados que projetam que o nosso sistema nacional de saúde pode colapsar, com o número de mortes na segunda vaga a ultrapassar as da primeira, só posso chegar a uma conclusão: não estou preparado a correr riscos com as vidas dos britânicos", disse Boris Johnson, ao apresentar a medida esta tarde aos deputados.

O governo foi criticado por vários deputados do próprio partido Conservador devido ao impacto das medidas nas liberdades individuais dos cidadãos e na economia, mas foram insuficientes para derrotar a proposta porque a oposição votou a favor.

Assim, a partir da meia-noite, a maioria do comércio vai ficar fechada, com bares e restaurantes restritos a serviços de venda para fora, mas escolas e universidades vão permanecer abertas. As pessoas serão obrigadas a ficar em casa, exceto para trabalhar, exercício e compras essenciais.

Devido ao sistema descentralizado, o confinamento aplica-se apenas em Inglaterra, pois as regras na Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales são definidas pelos governos autónomos.

País de Gales e Irlanda do Norte estão em confinamento nacional até 9 e 13 de novembro, respetivamente, enquanto a Escócia continua a aplicar um sistema de cinco níveis de restrições locais introduzido esta semana.

Mais Notícias