Prostitutas fazem campanha por Hillary Clinton no Nevada

Já em 2008 e 2012 o proprietário de 7 bordéis daquele estado iniciou uma campanha de apoio a Ron Paul, candidato à nomeação republicana para a corrida à Casa Branca.

Poucos dias depois de Hillary Clinton anunciar a sua campanha presidencial, as funcionárias do famoso Bunny Ranch (traduzido para português, Rancho das Coelhinhas) anunciaram a sua própria campanha de apoio à candidata democrata.

Dennis Hof, proprietário de 7 bordéis legalizados no estado do Nevada, é o homem por detrás da ideia. "Estamos a ajudar a Hillary e a nós mesmas. As mulheres devem-se ajudar umas às outras, certo?", explicaram as coelhinhas ao jornal britânico The Guardian.

O Rancho das Coelhinhas já foi tema de um programa de televisão transmitido em Portugal pela SIC Radical. E esta não é a primeira vez que se envolvem numa questão política. Já em 2008 e 2012 tinham apoiado Ron Paul, o libertário que na altura de candidatou à nomeação republicana para as presidenciais.

Num vídeo publicado no site Hookers4Hillary.com, as prostitutas anunciam o apoio a Hillary Clinton como candidata à Casa Branca e falam das razões que as levam a apoiar a ex secretária de Estado. Entre elas: as reformas no sistema de saúde, a experiência da candidata nas relações internacionais e as reformas nos impostos.

Com o aproximar dos caucus democratas do Nevada (já a 20 de fevereiro), Hillary Clinton bem precisa de todo o apoio para recuperar a aura de candidata inevitável. Isto depois da curta vitória no Iowa e da pesada derrota em New Hampshire para, o cada vez mais popular senador Bernie Sanders.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG