Propriedade de Trump nas Caraíbas atingida pelo furacão Irma

Outras importantes propriedades de Trump na Florida estão também no caminho do furacão Irma

Uma das muitas propriedades do presidente norte-americano, Donald Trump, conhecido com um magnata do imobiliário antes de se dedicar à política, ficou diretamente no caminho do furacão Irma. O estado da mansão em Plum Bay, em St. Martin, não é conhecido, diz o jornal Washington Post, mas a tempestade devastou a ilha, destruindo 95% da parte francesa, segundo as autoridades locais.

A propriedade de Trump, uma mansão com 11 quartos a poucos metros do mar, está à venda por quase 17 milhões de dólares. Segundo o jornal norte-americano, o milionário comprou o Chateau des Palmiers em 2013 e durante uns tempos foi presença habitual, mas nos últimos anos a propriedade tem estado sobretudo arrendada.

Segundo as autoridades locais, alguns edifícios governamentais, classificados como os mais sólidos da ilha, ficaram destruídos. "É uma enorme catástrofe", disse Daniel Gibbs, presidente do conselho territorial.

Outras importantes propriedades de Trump na Florida estão também no caminho do furacão Irma, que se encaminha para aquele estado norte-americano. Uma delas é Mar-a-Lago, na qual o presidente passa tanto tempo que já foi referida como a Casa Branca de Inverno.

Numa altura em que os cientistas debatem a influência das alterações climáticas na frequência e intensidade dos furacões e discutem se este é o novo normal, depois de dois ciclones descritos como "sem precedentes", o Harvey e o Irma, a comunidade científica tem questionado a decisão de Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris, para combater as alterações climáticas, tendo o presidente norte-americano dito várias vezes que não acredita no aquecimento global.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG