Professora condenada à morte na China após envenenar 25 crianças por vingança

Professora de jardim-de-infância envenenou dezenas de crianças num ato de vingança contra um colega que deixou um bebé morrer.

Uma professora de um jardim-de-infância na China foi condenada à morte por envenenar 25 crianças num ato de vingança contra um colega que deixou um bebé morrer.

Um tribunal da província de Henan, no centro da China, disse que Wang Yun colocou nitrito de sódio na papa de aveia que estava a ser preparada para os alunos do seu colega.

O incidente aconteceu em março de 2019 e deixou um menino gravemente doente durante vários meses antes de morrer em janeiro deste ano, de acordo com a imprensa.

O Tribunal Popular da cidade de Jiaozuo disse esta segunda-feira que Wang sabia que o nitrito de sódio era prejudicial, mas foi em frente na sua intenção "sem levar em conta as consequências", deixando muitas crianças inocentes no hospital.

Notícias do ano passado relatavam que as crianças, entre os três e os seis anos, começaram a vomitar e a desmaiar depois de tomarem o pequeno-almoço.

A sentença de morte foi declarada esta semana pelo delito de uso de substâncias perigosas.

O nitrito de sódio é usado para conservação de carnes, mas pode ser tóxico quando ingerido em grandes quantidades.

Wang escondeu as razões do envenenamento após cometer o crime e, de acordo com o tribunal, os motivos foram considerados "desprezíveis".

Os "métodos e circunstâncias criminais" da professora "foram extremamente maus, com circunstâncias especialmente severas, e ela terá de ser severamente punida de acordo com a lei", diz a sentença.

O tribunal acrescentou que Wang e o gerente do jardim-de-infância devem compensar as famílias das crianças.

Não foi a primeira vez que Wang usou nitrito de sódio para envenenar alguém, disseram as autoridades. Em 2017, colocou a substância numa caneca do marido, causando-lhe algumas pequenas lesões.

Em março do ano passado, 36 alunos de uma escola na província de Sichuan, sudoeste da China, foram hospitalizados após comerem "comida bolarenta".

Mais Notícias