Boris Johnson isolado após contacto com infetado

Em abril, Boris Johnson foi hospitalizado numa Unidade de Cuidados Intensivos depois de contrair o novo coronavírus. Depois de receber alta, agradeceu aos profissionais de saúde, incluindo a um enfermeiro português da zona de Aveiro.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, está isolado depois de ter estado em contacto com uma pessoa infetada com o novo coronavírus. "Ele vai continuar a trabalhar a partir de Downing Street, inclusive a liderar a resposta do Governo à pandemia. [Boris Johnson] está bem e não apresenta sintomas de covid-19", pode ler-se em comunicado de Downing Street.

Johnson reuniu-se com um pequeno grupo de deputados durante cerca de meia hora na quinta-feira, incluindo um que, posteriormente, desenvolveu sintomas da doença e testou positivo.

O primeiro-ministro foi este domingo notificado pelo Sistema de Testes e Rastreamento do Serviço Nacional de Saúde, que lhe disse que deveria estar isolado por causa de fatores que incluem a duração da reunião.

O gabinete informou que vão discutir com as autoridades parlamentares sobre como Johnson pode participar remotamente nos trabalhos do parlamento. "[O primeiro-ministro planeia] continuar a falar com o país durante o seu período de auto isolamento", referiu o documento.

A declaração não revelou por quanto tempo Johnson planeia estar isolado, mas a orientação das autoridades de saúde do Reino Unido é que qualquer pessoa contactada pelo sistema deve ficar em quarentena durante 14 dias.

Em abril, Boris Johnson foi hospitalizado numa Unidade de Cuidados Intensivos depois de contrair o novo coronavírus. Depois de receber alta, agradeceu aos profissionais de saúde, incluindo um enfermeiro português da zona de Aveiro, por salvar a sua vida e disse que, por 48 horas, o seu internamento no hospital "poderia ter dado para os dois lados".

A mulher de Boris, Carrie Symonds, que estava grávida na altura, também apresentou sintomas e teve que se isolar. Mais tarde, o primeiro-ministro disse que queria melhorar a forma física e, no verão, lançou uma campanha nacional para combater a obesidade depois de reconhecer que estava "muito gordo" quando adoeceu.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG