Presidente italiano pede a Renzi que não se demita já

Sergio Mattarella propôs ao ainda chefe de governo que se mantenha em funções até à aprovação do Orçamento

O presidente de Itália, Sergio Mattarella, pediu esta segunda-feira ao primeiro-ministro, Matteo Renzi, que adie o sua demissão até que o parlamento aprove o Orçamento para 2017, algo que poderá acontecer já na próxima sexta-feira.

Renzi tinha anunciado que se demitiria após a vitória do Não no referendo constitucional realizado este domingo, em que a maioria dos italianos rejeitaram as propostas do governo para reformar o estado.

Mattarella reuniu-se esta segunda-feira com Renzi e nessa reunião, segundo comunicado emitido pela presidência, o primeiro-ministro comunicou ao presidente que não tinha condições de se manter no poder.

Ao que o presidente italiano propôs que o chefe do governo se mantivesse em funções até à aprovação do Orçamento, de forma a grantir que o país não entre em gestão a partir do dia 1 de janeiro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG