Presidente empenhado em usar "todos os recursos" para encontrar submarino

Submarino, com 44 tripulantes, reportou pela última vez a sua posição na madrugada quarta-feira

O Presidente da Argentina disse na sexta-feira que o seu Governo está empenhado em utilizar "todos os recursos nacionais e internacionais" que sejam necessários para encontrar o submarino da Aramada com 44 tripulantes a bordo.

A Armada perdeu o contacto com o submarino na quarta-feira.

"Estamos em contacto com as famílias da tripulação do submarino ARA San Juan, que se encontra desaparecido, para os informar e apoiar. Partilhamos a sua preocupação e a de todos os argentinos", disse Mauricio Macri através da sua conta na rede social Twitter.

A Armada argentina confirmou que um dos seus submarinos, com 44 tripulantes, reportou pela última vez a sua posição na madrugada quarta-feira, pelo que, passado algum tempo sem comunicação com o aparelho, decidiu ativar na tarde de quinta-feira o protocolo de busca.

O porta-voz da Armada argentina referiu que continuam as buscas do submarino, que se prevê esteja a cerca de 430 quilómetros a sudeste da península de Valdés, na província de Chubut, sul da Argentina.

A Armada, que depende do Ministério da Defesa, revelou, em comunicado, que ordenou a todas as estações terrestres do litoral argentino "a busca preliminar e prolongada de comunicações e a audição em todas as frequências possíveis de transmissão do submarino".

O almirante Gabriel Gonzalez, comandante da base do Mar da Plata, o destino do submarino, disse que este tem suficiente comida e oxigénio.

"Perdemos o contacto, não estamos a falar de uma emergência", declarou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG