Português detido na Suíça depois de afogar os cães

A mulher do emigrante sente-se culpada pelo que aconteceu

Um português está detido desde sábado na Suíça por ter afogado os dois cães que tinha. A mulher, emocionada, contou à estação de televisão TeleM1, que se sente culpada mas que nunca imaginou que ele pudesse fazer o que fez.

O emigrante, de 32 anos, terá afogado os dois cães no rio Aar, na comuna de Aarburg, no norte da Suíça, segundo os meios de informação locais. "É culpa minha que ele os tenha matado", disse Carla S., citada pelo 20 Minutes. "Eu insisti para que ele se livrasse dos cães. Tentámos oferecê-los, mas ninguém os quis", contou a portuguesa.

Grávida de cinco meses, Carla explicou que perguntou ao marido onde estavam os cães, ao que ele terá respondido:"Tu não queres saber". "O meu marido tem bom coração. Por ele, nunca teria feito uma coisa destas", garantiu.

A portuguesa realçou que se sentiu mal várias vezes devido ao cheiro dos animais e que já não tinha paciência para tomar conta deles. Agora, espera que o marido volte para casa rapidamente.

Os vizinhos não se mostraram surpreendidos com o desfecho do caso e contaram ao 20 Minutes que noutras ocasiões já haviam alertado as autoridades para a situação dos animais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG