Polícia italiana entrega um rim a 230 km/h num Lamborghini

O carro em questão é usado principalmente para transporte de órgãos, plasma ou vacinas. Está equipado com um compartimento refrigerado desenhado especialmente para esse efeito e situado debaixo do capô.

São cerca de 500 quilómetros que separam Pádua de Roma, um percurso que demora em regras umas seis horas a fazer. Mas uns agentes da polícia que iam entregar um rim para um transplante urgente demoraram apenas duas horas a bordo do seu Lamborghini Huracán, percorrendo a distância a uma média de 230 km/h.

A operação - toda ela registada num vídeo partilhado pelas próprias autoridades das suas redes sociais e no qual fica bem claro o poder de aceleração do veículo - aconteceu na sexta-feira, com a polícia a ser chamada para fazer a entrega do rim. Para tal recorreu a um dos seus Lamborghini.

"Para salvar uma vida não precisa de superpoderes; solidariedade, tecnologia e eficiência também ajudam", pode ser-se na mensagem que acompanha o vídeo no Twitter.

O carro em questão é usado principalmente para transporte de órgãos, plasma ou vacinas. Está equipado com um compartimento refrigerado desenhado especialmente para esse efeito e situado debaixo do capô.

Esta joia da tecnologia - pintado com o azul da polícia italiana e identificado como fazendo parte da sua frota - tem ainda um computador de bordo e câmaras especialmente pensados para facilitar o trabalho dos agentes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG