Polícia espanhola detém suspeito de recrutar pessoas para o Daesh

Homem detido na região de Valência é marroquino e aliciava e recrutava combatentes para o Estado Islâmico

A polícia espanhola deteve hoje em Sagundo, na região de Valência, um estrangeiro por suspeitas de aliciar e enviar para as zonas de conflito futuros combatentes da organização extremista Daesh (acrónimo em árabe do Estado Islâmico).

O Ministério da Administração Interna espanhol anunciou que a Polícia Nacional deteve um cidadão marroquino de 47 anos que é o principal responsável por recrutar e enviar para o Iraque, em novembro de 2014, um jovem da mesma nacionalidade, de 26 anos, que também residia em Sagundo.

Este jovem teria cometido um atentado terrorista suicida que tirou a vida a 33 soldados iraquianos e causou ainda dezenas de feridos com a ajuda de um camião cheio de explosivos, uma mês e meio depois de ter chegado ao local.

Segundo as autoridades espanholas, depois de ter feito comentários a exaltar a figura do terrorista falecido, o detido continuou o seu trabalho de recrutamento e doutrinamento de indivíduos, com quem se reunia tomando medidas muito estritas de segurança.

Desde 26 de junho de 2015, data em que o Ministério da Administração Interna espanhol elevou para quatro o Nível de Alerta Antiterrorista, as forças de segurança já detiveram 206 alegados terroristas islâmicos em operações realizadas em Espanha.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG