Polícia encontrou em Bruxelas impressão digital de Abdeslam, suspeito dos ataques de Paris

Descoberta hoje anunciada foi feita num apartamento na zona de Schaerbeek a 10 de dezembro. Salah Abdeslam continua em fuga

As autoridades belgas anunciaram hoje ter encontrado num apartamento em Bruxelas, três coletes que são usados em ataques suicidas, vestígios de explosivos e uma impressão digital de Salah Abdeslam, suspeito de envolvimento nos ataques de Paris.

Em comunicado, o gabinete do promotor federal belga revela que a descoberta foi feita num apartamento na área de Schaerbeek, em Bruxelas, na sequência de buscas ocorridas a 10 de dezembro.

"No âmbito do inquérito aberto após os ataques de Paris, o procurador federal confirmou que durante uma busca domiciliária realizada a 10 de dezembro num apartamento da Rua Bergé em Schaerbeek foi encontrado material que pode ser usado para fabricar explosivos", é indicado no comunicado.

A mesma fonte disse ainda que foram também encontradas três correias feitas à mão que podem ser usadas para o transporte de explosivos, bem como uma impressão digital de Salah Abdeslam."

A polícia belga continua à procura de Salah Abdeslam, um francês de 26 anos, suspeito chave dos atentados de 13 de novembro, que regressou no dia seguinte a Bruxelas e está desde então em paradeiro desconhecido.

Salah Abdeslam, que viveu em Molenbeek, é alvo de um mandado internacional de captura.

As autoridades belgas acusaram e detiveram preventivamente oito suspeitos de terem ajudado os autores dos atentados de Paris, que causaram 130 mortos e centenas de feridos.

Os ataques foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG