Polícia detém extremistas de direita que estariam a planear ataques

Dois suspeitos de um grupo de sete foram detidos

As autoridades alemãs fizeram buscas em dezenas de casas das quais resultou a detenção de dois de sete suspeitos de um grupo de extrema-direita que estaria a planear ataques contra judeus, polícias e requerentes de asilo. A polícia apreendeu também armas, munições e explosivos.

A porta-voz do ministério da Justiça alemão salientou que estas detenções mostram que "as agências de investigação estão vigilantes e irão atuar com grande determinação contra os extremistas".

Seis dos suspeitos, que se terão ligado através de contactos pelas redes sociais, terão fundado o grupo e, no início de 2016, começado a planear ataques contra agentes da polícia enquanto representantes do Estado, requerentes de asilo e membros da comunidade judaica", afirmou a porta-voz. O sétimo suspeito terá dado apoio ao grupo, que será próximo do "Cidadãos do Reich", movimento que já conta com cerca de 10 mil membros e que que rejeita a legitimidade da República da Alemanha.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG