Polícia realiza operação de busca e apreensão no Congresso brasileiro

O objetivo da operação é reunir mais provas de que dois políticos tentaram comprar o silêncio de um ex-assessor

A polícia brasileira desencadeou esta terça-feira uma operação no Congresso para executar mandados de busca e apreensão nos gabinetes do deputado Eduardo da Fonte e do senador Ciro Nogueira, ambos do Partido Progressista (PP).

Segundo informações divulgadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) brasileira, os dois políticos e o ex-deputado Márcio Junqueira, que também é alvo da ação realizada esta terça-feira, são investigados por tentativa de obstrução de Justiça.

A autorização para fazer as buscas e apreensões foi dada pelo juiz Edson Fachin, relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), após pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

O objetivo da operação é reunir mais provas de que os dois políticos tentavam comprar o silêncio de um ex-assessor que colabora com as investigações da operação Lava Jato.

Além dos gabinetes do deputado Eduardo da Fonte e do senador Ciro Nogueira, e seus respetivos apartamentos funcionais em Brasília, a polícia também realizou buscas em endereços residenciais ligados àqueles dirigentes noutros três Estados.

Alvo do mandado de prisão, o ex-deputado Márcio Junqueira é apontado como o intermediário do esquema, que inclui o pagamento de despesas pessoais, ameaças e até proposta para a mudança do teor de depoimento que incriminaria os alvos da operação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG