Piloto preso em Londres com nível de álcool nove vezes superior ao limite

Piloto da Japan Airlines foi dedito no Aeroporto de Heathrow, em Londres, no domingo passado, com 189 mg de álcool por cada 100 ml de sangue

Katsutoshi Jitsukawa, um piloto de 42 anos da companhia Japan Airlines (JAL), declarou-se ontem culpado, num tribunal londrino, de ter excedido (cerca de nove vezes e meia) o limite legal de álcool no sangue para pilotos da aviação comercial.

O piloto foi detido no domingo passado, no Aeroporto de Heathrow, em Londres, depois de ter sido submetido a um teste de alcolémia onde acusou uma taxa de 189 mg de álcool por cada 100 ml de sangue. O limite legal são 20 mg.

De acordo com a BBC, o piloto foi denunciado pelo condutor de um autocarro de ligação dos passageiros e tripulação às aeronaves. O motorista terá notado o hálito a álcool do piloto, dando de imediato o alerta.

Jitsukawafoitestado cerca de 50 minutos antes da hora prevista de partida do voo JL44, com destino a Tóquio.

A JAL já emitiu um pedido de desculpas pelo sucedido, tendo prometido "implementar de imediato ações preventivas de futuras ocorrências".

Em junho, um piloto da British Airways, Julian Monaghan, foi condenado a seis meses de prisão efetiva depois de ter acusado menos de metade do que agora foi detetado ao piloto nipónico.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG