Pelo menos 31 mortos num duplo atentado na Nigéria

Pelo menos 31 pessoas morreram durante a noite de sábado para domingo num duplo atentado perpetrado por presumíveis membros do grupo islamita Boko Haram no nordeste da Nigéria.

"Verificaram-se dois ataques suicidas e explosões (...) em Damboa na noite passada, 31 pessoas foram mortas e muitas outras feridas", declarou um membro de uma milícia local, Babakura Kolo, à agência AFP.

Os ataques ocorreram na noite de sábado na cidade de Damboa, no Estado de Borno, visando pessoas que vinham de celebrar o fim do ramadão.

Após o duplo ataque suicida, os presumíveis 'jihadistas' atacaram a multidão que se reuniu no local dos ataques com granadas, provocando mais baixas.

Dois bombistas suicidas tinham ativado cargas explosivas nos bairros de Shuwari e Abachari, em Damboa, matando seis pessoas, acrescentou Kolo, a partir da cidade de Maiduguri, localizada a cerca de 80 quilómetros do local onde ocorreram os ataques. "Ninguém precisa de nos dizer que tem a assinatura do Boko Haram", acrescentou.

Um funcionário do Governo local, sob anonimato, confirmou o número de mortos. "O último balanço dá conta de 31 mortos, mas pode subir, porque há muitas pessoas feridas que podem não sobreviver", disse o funcionário, salientando que muitas pessoas foram feridas por tiros dois minutos após o duplo ataque suicida.

A 1 de maio, pelo menos 86 pessoas foram mortas em dois ataques suicidas contra uma mesquita e um mercado na cidade de Mubi, no Estado vizinho de Adamawa.

Desde há nove anos, a insurgência islâmica já fez mais de 20.000 mortes na região, disseminando-se do nordeste da Nigéria ao Níger, Chade e Camarões, criando uma grave crise humanitária.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG