Homem ateia fogo no metro de Hong Kong. Pelo menos 15 feridos

Incêndio terá sido causado por um homem que ateou fogo a si mesmo

Pelo menos 15 pessoas ficaram hoje feridas, incluindo algumas em estado grave, num incêndio no metro de Hong Kong, alegadamente provocado por um indivíduo, disse a polícia citada pela imprensa local.

O suspeito está entre os 15 feridos, segundo a Rádio e Televisão Pública de Hong Kong (RTHK).

Os agentes da polícia suspeitam que o incêndio, a bordo de um comboio que seguia de Admiralty para a estação de Tsim Tsai Tsui durante a hora de ponta, foi causado por um homem que ateou fogo a ele próprio com uma garrafa cheia de combustível, informou a RTHK.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um homem com as calças a arder, deitado no chão, enquanto alguns passageiros tentam apagar as chamas com as suas roupas.

O suspeito ficou com queimaduras de terceiro grau e foi submetido a cirurgia no hospital.

Dois dos feridos ficaram em estado crítico e seis em estado grave.

Agentes da unidade policial antiterrorismo foram enviados para o local.

A paragem de comboios foi interrompida na estação de Tsim Sha Tsui, que foi evacuada, com avisos aos utentes sobre a ocorrência de um "incidente grave".

A circulação nos comboios manteve-se nas várias linhas do metro, com a concessionária do metro - Mass Transit Railway (MTR) a aconselhar os passageiros a usarem outras alternativas de transporte.

O metro é o meio de transporte mais popular em Hong Kong, com cerca de 1,6 biliões de passageiros por ano, segundo dados de 2015 citados pela CNN.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG