Para ser modelo será necessário ter atestado médico

A França aprovou ontem uma lei que obriga à apresentação de atestado médico para poder exercer atividade de modelo

Todos aqueles que queiram exercer a atividade de modelo em França terão, de agora em diante, de apresentar um atestado médico. Além disso, todas as publicações que alterem fotografias através do Photoshop para retocar a silhueta terão de indicar que a imagem foi modificada. Estas duas medidas foram ontem aprovadas em França, numa tentativa de travar doenças como a anorexia ou a bulimia.

Uma proposta que estava em cima da mesa mas que acabou por cair queria impor um índice de massa corporal mínimo a quem queria ser modelo. Em alternativa, de agora em diante, os médicos terão um papel importante no processo na medida em que irão atestar que alguém está apto para a profissão, tendo por base critérios como a idade, o sexo, a morfologia, a história alimentar ou ainda a ausência de menstruação.

As infrações serão punidas com uma pena de prisão até seis meses e uma coima no valor de 75 mil euros.

Outra medida ontem aprovada obriga as publicações a informar os leitores sempre que alterar uma fotografia com Photoshop de forma a molhar a silhueta de alguém.

Havia ainda uma outra proposta que visava punir quem incitasse à magreza excessiva, nomeadamente os sites de internet ditos pro-anorexia, mas foi retirada no final de novembro devido às reações adversas de associações de luta contra os distúrbios alimentares. Alegavam que os criadores destes sites sofriam eles próprios, na maioria das vezes, destas doenças.

Estima-se que, em França, entre 30 mil e 40 mil pessoas, adolescentes em 90% dos casos, sofra de anorexia nervosa, um dos distúrbios alimentares com maior taxa de mortalidade.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG