"Os sapatos do meu primo derreteram devido ao calor"

Relatos emocionados de quem viveu os incêndios da Grécia na primeira pessoa, publicados pelo El Mundo. Vassiliki Psevedourou viu fogo surpreendê-lo em casa e conta como salvou mulher, que sofre de esclerose múltipla

O jornal espanhol El Mundo publicou esta terça-feira vários relatos de pessoas que viveram na primeira pessoa os incêndios que têm alastrado a Grécia, nomeadamente espanhóis que foram para aquele país em turismo e acabaram por sofrer direta ou indiretamente com a catástrofe.

No entanto, a história mais dramática é a do grego Vassiliki Psevedourou, que viu o fogo surpreendê-lo a si e à sua família em casa, sentindo bastante dificuldades para evacuar a mulher, que sofre de esclerose múltipica. "Quando estávamos a tentar evacuá-la, ela caiu. Tentámos levantá-la, mas foi impossível. O meu primo tentou arrastá-la pelo chão, tentanto levá-la para um lugar seguro. Os seus sapatos derretaram-se pelo calor, o chão estava a arder. Tentou abraçá-la, protegê-la das chamas e sofreu queimaduras nas pernas, nas mãos e na cara", contou à agência Reuters, descrevendo o cenário com o qual se tinha deparado: "Só consegui ver uma nuvem de fumo, faíscas e carros a serem conduzidos sem rumo."

Já Elena de la Cuadra, que tinha chegado na segunda-feira a Atenas para uma visita por vários lugares da península de Peloponeso, conta que assim que saiu da capital viu "fumo laranja, o outro lado da estrada cortado, camiões à beira da estrada e uma via que a polícia reservou para ambulâncias e bombeiros".

Outra turista espanhola, Marina, contou como a tragédia atrapalhou a estadia dela e do noivo, que tinham prevista uma viagem de barco até à ilha de Mikonos: "Demorámos muitas horas no aeroporto. Perdemos o barco e não sabemos quando se vai restabelecer o serviço, porque nos dizem que os incêndios não estão controlados."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG