Os erros de Trump. Elogiou exército por tomar aeroportos em 1775

Nem aviões existiam nessa altura. A este erro histórico no discurso de 4 de julho, somou-se outro com a confusão da guerra de 1812 com a guerra da independência, ocorrida décadas antes.

Donald Trump até fugiu ao seu estilo habitual de discursos improvisados. Na sua intervenção, nas comemorações do Dia da Independência, a 4 de julho, o presidente dos EUA seguiu um discurso escrito o que não impediu que cometesse um erro histórico quando elogiou o exército por "ter assumidos os aeroportos" dos britânicos durante a guerra revolucionária que ocorreu... no final do século XVIII.

Trump, que se tornou no primeiro presidente dos EUA em quase 70 anos a falar ao país no Dia da Independência, fez um discurso no qual recuperou a história do Dia da Independência, as realizações americanas em vários campos, e depois prestou homenagem a cada um dos ramos militares.

Durante a homenagem ao exército, Donald Trump disse: "Em junho de 1775, o Congresso criou um exército unificado das forças revolucionárias acampadas em Boston e Nova Iorque. O nosso exército tripulou o ar, tomou as muralhas, assumiu os aeroportos, fez tudo o que tinha que fazer e, em Fort McHenry, sob o clarão vermelho dos foguetes, nada tinha além da vitória."

Como muitos dos que ouviram foram rápidos a apontar, as viagens aéreas não ocorreram nos EUA até ao início de 1900. Os irmãos Wright, que Trump também elogiou no seu discurso, são reconhecidos como os primeiros no mundo a realizar um voo em 1903.

Esta não foi a única confusão histórica nesta secção do discurso de Trump. Como ouvintes astutos descobriram, a batalha de Fort McHenry ocorreu durante a guerra de 1812, e não na guerra revolucionária americana que ocorreu várias décadas antes.

Mais Notícias