Obama quer resolver crise ucraniana até ao final do mandato

Obama revelou ter conversado com Putin sobre a Ucrânia

O Presidente norte-americano, Barack Obama, informou no domingo o seu homólogo russo, Vladimir Putin, que pretende resolver a crise ucraniana antes de deixar a Casa Branca, em janeiro.

"Falei com ele [Vladimir Putin] sobre a Ucrânia e sobre a necessidade de regular a questão", afirmou Obama numa conferência de imprensa em Lima, no Peru, no último dia da cimeira do Fórum para a Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC).

"Pressionei-o no sentido de dar instruções aos seus negociadores para que trabalhem connosco, com França, com a Alemanha e com a Ucrânia para ver ser podemos chegar a um acordo antes do fim do meu mandato", acrescentou o ainda Presidente dos Estados Unidos da América, que sairá da Casa Branca a 20 de janeiro, quando Donald Trump tomará posse.

A Ucrânia é palco há mais de dois anos de um conflito armado que opõe as Forças Armadas a separatistas pró-russos, que afirmam serem militarmente apoiados pela Rússia, o que Moscovo nega.

Desde o início, em abril de 2014, o conflito já fez mais de 9.600 mortos.

Apesar da instauração de várias tréguas, os confrontos opõem regularmente as partes em conflito ao longo da linha da frente.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG