O Rambo de la Cerdanya foi detido em Andorra

Martí Cots Saleta, um perigoso delinquente, fugira de um hospital psiquiátrico de Lleida no dia 7 e fora identificado como o autor de um assalto violento num hotel dos Pirenéus

Ao fim de 16 dias de fuga, Martí Cots Saleta foi detido este domingo em Andorra. Perigoso delinquente conhecido em Espanha como o Rambo de la Cerdanya, o homem fugira de um hospital psiquiátrico de Lleida no dia 7 e na sexta-feira fora identificado o autor de um assalto ao hotel Alp Masella, nos Pirenéus. Martí Cots entrou no complexo turístico armado com uma pistola e ameaçou os funcionários, tendo levado com ele 15 mil euros.

Desde a fuga de Martí Cots do hospital de Lleida que os Mossos, a políca catalã, emitiram um alerta para a possibilidade de o delinquente atacar de novo.

A polícia suspeitava que o Rambo de la Cerdanya se deslocava num todo-o-terreno azul e estaria na posse de duas pistolas, uma delas de calibre 22.

Em três décadas de delinquência, Marti Cots, hoje com 48 anos, destacou-se, segundo o El Mundo, como especialista em roubo de automóveis e em armas, assaltos e fugas. O suspeito chegou a trocar tiros com a polícia e a viver no bosque durante algum tempo, tendo fugido pela primeira vez da prisão em 1999, permanecendo escondido durante dois anos. Tempo durante o qual viveu de pequenos assaltos.

No momento da primeira detenção, Cots gritou para os agentes: "Avisem o presidente dos EUA para que me indulte. Eu sou o Rambo". Uma frase que lhe valeu a alcunha Rambo de la Cerdanya.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG