Cinco milhões de funcionários públicos vão contar galinhas na China

Contagem faz-se de dez em dez anos

O governo chinês deu ordem a cinco milhões de funcionários públicos para se deslocarem às aldeias daquele país com uma missão, no mínimo, curiosa. Vão fazer a contagem de galinhas, cabras, porcos e colheitas, naqueles que serão os terceiros censos agrícolas da China.

Esta contagem acontece de 10 em 10 anos naquele país e espera-se que demonstre mudanças na forma como a China produz os seus alimentos. O país asiático tem cerca de 20% da população mundial, mas a verdade é que tem também apenas 7% das terras cultiváveis em todo o planeta.

Também por isso, nos últimos anos a China tornou-se no maior importador mundial de produtos agrícolas, além de ter comprado terrenos em países como a Austrália, Argentina e ainda em África.

Fred Gale, economista de pesquisa do Departamento de Agricultura dos EUA, disse à CNN que os censos provavelmente mostrarão que a China já não é uma nação de camponeses que "cultivam nos seus jardins e criam animais no quintal".

Os censos devem terminar no final de março, altura em que mais de 200 milhões de quintas terão sido supervisionadas, assim como três milhões de empresas rurais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG