Ajuda humanitária parte para a cidade sitiada de Madaya

Os Médicos Sem Fronteiras dizem que pelo menos 28 pessoas morreram de fome em Madaya desde 1 de dezembro

Uma coluna de ajuda humanitária de meia centena de camiões deixou hoje Damasco com destino a Madaya, cidade síria cercada há seis meses por forças pró-governamentais onde, segundo relatos, há pessoas a morrer à fome, informou um jornalista da AFP.

Os camiões transportam farinha, produtos médicos e de higiene para os residentes de Madaya, cidade de 42 mil habitantes localizada a 40 quilómetros a oeste de Damasco.

Um porta-voz do Comité Internacional da Cruz Vermelha confirmou que a coluna de ajuda humanitária deixou a capital síria.

As informações sobre casos de fome e carências alimentares nesta cidade provocaram um clamor internacional e obrigaram o regime sírio a autorizar o acesso à localidade.

A organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) relatou que pelo menos 28 pessoas morreram de fome em Madaya desde o passado dia 01 de dezembro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG