Nervos de aço ou inconsciência? Um urso aproximou-se por trás e ela tirou uma selfie

Responsáveis pelo parque ecológico tinham partilha um guia para os visitantes onde pediam para não tirar fotos com os ursos se algum se aproximasse.

Um grupo de amigas estava a passear pelo Parque Ecológico Chipinque no México quando teve um encontro inesperado. Um urso negro aproximou-se de uma delas e começou a cheirar-lhe o cabelo. Apesar da presença ameaçadora do animal, a mulher não só manteve a calma, como aproveitou que tinha o telemóvel na mão e tirou uma selfie com o urso.

Toda a cena foi filmada e os vídeos depressa começaram a correr mundo. Da britânica BBC ao indiano Hindustan Times, são muitos os meios de comunicação que reproduzem a cena.

E não falta quem critique a atitude da mulher. Afinal, apenas um dia antes da visita do grupo de amigas, os responsáveis pelo parque situado em San Pedro Garza García tinham partilhado no Twitter um guia de boas práticas para os visitantes no qual explicavam o que fazer caso se encontrassem com um urso: manter a distância, ficar o mais imóvel possível e nunca tentar tirar uma fotografia com o animal.

A primeira parte, a mulher cumpriu à risca. Nas imagens podemos vê-la muito quieta enquanto o animal se aproxima dela. Enquanto o urso se ergue sobre as patas traseiras e se aproxima perigosamente, ouve-se alguém a dizer "Não, não" e a tentar enxotar o animal. É então que a mulher decide tirar a foto.

Sendo a internet aquilo que é, as reações não se fizeram esperar. E se muitos elogiaram os nervos de aço da mulher, que manteve o sangue frio mesmo perante um animal selvagem, outros criticaram o facto de ter tirado uma selfie, acusando-a de dar o mau exemplo e estar a incentivar comportamentos de risco por parte de outros visitantes que podem tentar fazer o mesmo.

Mais Notícias