Não haverá vítimas portuguesas no atentado de Istambul

Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas ainda aguarda lista das agências de viagens de quantos portugueses poderão estar na zona

Não há indicação de portugueses que possam ser vítimas da explosão que atingiu o centro histórico de Istambul, Turquia. José Luís Carneiro está em contacto direto com a embaixada portuguesa em Ancara e com o consul honorário em Istambul.

Segundo informações oficiais emitidas a Portugal, o atentado, que se suspeita ser terrorista, fez 11 mortos e 15 feridos. "A maioria das vítimas mortais são alemãs, oito identificadas até ao momento, um japonês e as restantes ainda não estão identificadas. Não é expectável que estejam cidadãos portugueses entre as vítimas da explosão", disse ao DN fonte oficial da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

Quanto à presença de portugueses em visita ou a residir em Istambul, a mesma fonte adiantou que aguardam "a indicação das agências de viagem sobre o fluxo de visitantes".

Em outubro do ano passado, a Turquia tinha sido alvo de um atentado terrorista - um duplo ataque bombista - que causou mais de 100 mortos. Na altura o principal suspeito foi também o autoproclamado Estado Islâmico.

As autoridades portuguesas vão manter os contactos com a embaixada em Ancara e o consul honorário em Istambul durante o dia e até que todas as vítimas estejam identificadas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG