Mossad admite que serviços secretos lutam por ventiladores

"Estamos a deitar a mão aos produtos encomendados por outros", disse um agente da secreta israelita a uma reportagem televisiva.

Os serviços secretos israelitas receberam instruções do governo para obterem equipamento de proteção, ventiladores, kits de testes e medicamentos para combater o novo coronavírus num total de mais de 130 mil artigos. Numa reportagem transmitida na terça-feira pelo programa noticioso Uvda ("Facto" em hebraico) do Canal 12, o chefe do departamento tecnológico da Mossad admitiu a existência de uma batalha encoberta para assumir o controlo do fornecimento de ventiladores a qualquer custo.

"Supervisionei muitas operações na minha vida e nunca lidei com uma operação tão complexa", disse um oficial da Mossad, identificado apenas pela inicial hebraica "Het", segundo conta o Times of Israel .

"Estamos a utilizar as nossas ligações especiais para ganhar a corrida e talvez fazer o que o mundo inteiro está a fazer - deitar a mão aos produtos encomendados por outros", disse Het.

O agente da Mossad disse que o seu gabinete recebe mais de 2000 pistas todos os dias, algumas falsas e outras reais.

"O mundo está a vender [ventiladores] através de brechas. Precisamos de encontrar as brechas", disse Het. "Somos campeões mundiais em operações, e sabemos como gerir operações complexas".

Mas mesmo a jogar à margem das regras nem sempre se vence. "Houve um país da Europa onde os nossos camiões chegaram às portas da fábrica, mas outro país europeu chegou à nossa frente e carregou [o material]", contou. "Tivemos também uma situação em que tínhamos equipamento que comprámos num avião mas que tinha de ser descarregado porque o avião não obteve autorização [para descolar] devido a um embargo".

O agente disse estar confiante de que a Mossad iria cumprir o objetivo estabelecido de adquirir 7.000 ventiladores.

A Mossad já ajudou a obter 25 mil máscaras respiratórias N95, 20 mil kits de teste de vírus, 10 milhões de máscaras cirúrgicas e 700 fatos protetores.

Ao programa Uvda foi dito que até ao fim de semana muito mais material, do qual se destaca 180 ventiladores.

Produção de ventiladores

A reportagem televisiva avança ainda que Telavive obteve informações necessárias para o fabrico de ventiladores e estes estão já a começar a ser produzidos nesta semana.

Yaniv Rotem, chefe do departamento de investigação e desenvolvimento do Ministério da Defesa, disse que o objetivo era produzir centenas de ventiladores por semana.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG