Milhares de pessoas em Varsóvia apoiam reforma judiciária do governo

Os manifestantes, que se juntaram em frente ao Tribunal Constitucional, descreveram as mudanças legislativas como uma questão de soberania nacional

Milhares de pessoas uniram-se este sábado em Varsóvia, na Polónia, para manifestar o seu apoio ao Governo de direita do país, que concluiu uma revisão do sistema judicial para colocá-lo sob controlo do executivo.

Os manifestantes, que se juntaram em frente ao Tribunal Constitucional, descreveram as mudanças legislativas como uma questão de soberania nacional e pediram ao Governo que não recuasse perante as criticas da União Europeia à revisão judicial.

A manifestação ocorreu quatro dias depois de o presidente polaco, Andrzej Duda, que está alinhado com o partido no poder, o Lei e Justiça, ter assinado uma lei que dá aos políticos o poder de multar e demitir juízes cujas ações e decisões consideram prejudiciais.

A nova lei surge após mais de quatro anos de mudanças no sistema judicial levadas a cabo pelo partido no poder, Lei e Justiça.

A UE e vários juízes polacos defendem que as mudanças violam a separação de poderes, essencial em democracia.

Já os manifestantes pró Governo descrevem a nova legislação como necessária para limpar o que denunciaram ser uma "casta" corrupta de juízes que trabalham desde a era comunista.

Em 11 de janeiro, juízes de vários países europeus, incluindo Portugal, protestaram em Varsóvia pela defesa da separação de poderes e contra a reforma judicial promovida pelo Governo polaco.

Mais Notícias