Papa: medo dos migrantes está a deixar o mundo louco

Francisco fez as declarações a bordo do avião que o leva para o Panamá, onde decorrem as Jornadas Mundiais da Juventude. Ao sobrevoar Portugal, papa enviou mensagem a Marcelo Rebelo de Sousa e aos portugueses.

O papa Francisco advertiu hoje que o medo sentido em relação às migrações está a deixar o mundo louco, numa referência direta à insistência do presidente norte-americano em construir um muro fronteiriço para travar a entrada de migrantes.

O pontífice falava aos jornalistas na viagem para o Panamá, onde irá presidir as Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ), e quando questionado sobre a proposta de Donald Trump para construir um muro entre os EUA e o México respondeu: "É o medo que nos torna loucos".

Francisco, o primeiro papa oriundo da América Latina e filho de imigrantes italianos, tem colocado as questões relacionadas com os migrantes e com os refugiados entre os temas centrais do seu pontificado e por diversas ocasiões tem apelado à construção "de pontes e não de muros".

Nesta deslocação ao Panamá, país da América Central que faz ligação com a América do Sul, é expectável que o papa dirija palavras de encorajamento aos jovens centro-americanos, nomeadamente para criarem as suas próprias oportunidades de vida, mas que também peça aos governos da região para tomarem ações concretas.

Repercussões juntos dos jovens

Citado pelas agências internacionais, o arcebispo do Panamá, José Domingo Ulloa, afirmou que a mensagem de Francisco deve ter repercussões junto dos jovens centro-americanos que atualmente só percecionam um futuro livre de violência e de pobreza nos EUA e não nos respetivos países.

"Os jovens que muitas vezes caem nas mãos de narcotraficantes e que enfrentam tantas outras realidades", referiu o arcebispo.

A visita de Francisco ao Panamá acontece numa altura em que os serviços do governo federal norte-americano estão paralisados há mais de um mês, o designado shutdown.

A paralisação parcial dos serviços federais está em vigor devido ao braço-de-ferro entre Donald Trump, que insiste em obter financiamento para a construção de um muro na fronteira com o México, e os democratas no Congresso norte-americano, que se opõem à medida defendida pelo Presidente.

Ao longo dos últimos meses, grandes grupos de migrantes oriundos de países da América Central têm percorrido centenas de quilómetros, muitos deles a pé, em direção à fronteira dos Estados Unidos.

Fugir da miséria, da violência de grupos criminosos organizados e alcançar o 'sonho americano' são as principais motivações destas pessoas.

Mensagem para Portugal

O papa Francisco, que hoje iniciou a viagem para o Panamá para participar nas Jornadas Mundiais da Juventude, enviou uma mensagem ao presidente da República ao sobrevoar Portugal, segundo a Rádio Renascença.

Num telegrama destinado a Marcelo Rebelo de Sousa, o papa garantiu que os portugueses estão sempre presentes nas suas orações e abençoou o povo português com alegria e paz.

Na terça-feira, o presidente disse esperar e desejar poder ouvir "da boca do papa Francisco" no domingo, no Panamá, que as próximas Jornadas Mundiais da Juventude, em 2022, se realizam em Lisboa.

Marcelo Rebelo de Sousa também se deslocará ao Panamá a convite do seu homólogo panamiano Juan Carlos Varela e onde deverá estar entre 25 e 27 de janeiro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG