Caça ao homem que cometeu homicídio e pôs vídeo no Facebook

Suspeito matou homem de 74 anos e disse em vídeo ter assassinado outras 13 pessoas, informação que ainda não foi confirmada

Está em curso uma caça ao homem lançada pela polícia de Cleveland, nos EUA, depois um homem ter cometido um homicídio, fazendo mais tarde 'upload' do vídeo para o Facebook. Inicialmente, a polícia acreditava que o suspeito teria mesmo cometido o homicídio em direto, usando a ferramenta "Facebook Live" para transmitir o crime, mas o Facebook já veio dizer que o vídeo não foi emitido em direto.

Em comunicado enviado no domingo à noite, a rede social disse que o suspeito, Steve Stephens, de 37 anos, esteve em direito na rede social nesse dia, mas não durante o homicídio.

Stephens é acusado de matar Robert Goodwin Sr., de 74 anos. No domingo à noite, a polícia emitiu um mandado de captura por homicídio qualificado.

O vídeo no Facebook começa com o suspeito dentro de um carro estacionado na berma da estrada. "Encontrei alguém que posso matar. Vou matar este homem que está aqui", diz, depois de sair da viatura. Stephens aproxima-se então do indivíduo em causa, que segurava um saco de compras, e diz-lhe para dizer o nome da mulher. O homem repete o nome e o suspeito explica: "É por causa dela que isto te vai acontecer". A vítima ainda reclama que não conhece a pessoa em causa, mas de nada lhe vale. É alvejado e cai no chão, imóvel. Parece ter sido escolhido aleatoriamente.

A conta de Facebook já foi desativada.

A polícia de Cleveland divulgou a foto do suspeito nas redes sociais e encorajou o homem a entregar-se.

O suspeito aparece num outro vídeo a dizer que já matou 13 pessoas naquilo a que chama de "matança da Páscoa", mas a polícia não confirmou a autenticidade desta informação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG