FBI encontra segundo homem procurado por atentado de Nova Iorque

Principal suspeito foi acusado de cometer um atentado em nome do Estado Islâmico, tendo aparecido em tribunal de cadeira de rodas.

Um segundo homem do Usbequistão que era procurado pelo FBI por ligação ao atentado de terça-feira em Nova Iorque foi localizado pelas autoridades, que não deram mais detalhes sobre onde o indivíduo foi encontrado ou porque é que procuravam informações sobre ele.

A procuradoria de Manhattan acusou hoje de terrorismo o suspeito do atentado que na terça-feira fez oito mortos e 12 feridos em Nova Iorque, Sayfullo Saipov. Em tribunal, foi acusado de cometer um atentado em nome do Estado Islâmico.

Entretanto, o FBI tinha pedido informações sobre Muhammadzoir Kadirov, de 32 anos, também natural do Usbequistão como Saipov. No ataque de terça-feira, uma carrinha conduzida pelo imigrante uzbeque foi para cima de uma ciclovia e atropelou várias pessoas, matando cinco argentinos, dois norte-americanos e uma belga.

Na acusação a Saipov, refere-se que foi um ato deliberado e os investigadores afirmaram ter encontrado um telemóvel na posse de Saipov com propaganda do grupo terrorista Estado Islâmico.

O homem foi alvejado pela polícia e está hospitalizado, tendo ontem sido presente a tribunal numa cadeira de rodas.

Saipov, de 29 anos, emigrou do Uzbequistão para os Estados Unidos em 2010 e estabeleceu-se no estado do Ohio.

Do seu país de origem, situado a norte do Afeganistão, terão saído centenas ou milhares de voluntários do Estado Islâmico e de outras organizações extremistas na Síria, Iraque e Afeganistão.

Outros imigrantes uzbeques que o conheciam descrevem Saipov como conflituoso, capaz de ser agressivo quer por causa de discussões triviais quer por conversas sobre temas como o Médio Oriente.

Na mesquita que frequentava uma ou duas vezes por mês era visto como calado, sem se lhe conhecerem pontos de vista radicais.

Pai de três filhos, Saipov terá casado em 2013 e ter-se-á mudado para o estado da Flórida, trabalhando como condutor de camiões.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG