Mais 727 mortes e 4.782 casos em Itália

Número diário de vítimas mortais é o menor registado desde 26 de março. No total são 110.574 os casos confirmados e 13.155 as mortes em solo transalpino

Itália registou mais 727 mortes e 4.782 casos confirmados de infeção por covid-19, informou esta quarta-feira a Proteção Civil italiana.

O número de mortos desceu e é o menor número diário registado desde 26 de março. Ainda assim, o número total de vítimas mortais subiu para 13.155.

Em relação a terça-feira, foram registados mais de 700 casos. No total, são 110.574 os casos confirmados em Itália. Nas últimas 24 horas, o aumento de novos casos correspondeu a 4,5%, um indicador de que a curva italiana está a achatar.

Atualmente encontram-se internadas em Itália 28.403 pessoas, entre as quais 4.035 nos cuidados intensivos. Por outro lado, 48.134 estão em isolamento nas respetivas casas e 16.847 recuperaram da doença.

Na Lombardia, a região mais atingida pela pandemia, foram hoje hospitalizadas 44 pessoas, registados 1.565 novos contágios e 394 mortos, dados que na perspetiva do assessor regional de Saúde, Giulio Gallera, são "positivos" pelo facto de se manter uma tendência e não terem sido registados grandes aumentos.

O Governo italiano deverá aprovar até sexta-feira um novo decreto para prolongar, pelo menos até 13 de abril, as medidas de confinamento e bloqueio de atividades, em vigor desde há cerca de quatro semanas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 866 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 43 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG