Maioria dos escoceses rejeita independência

A Comissão Europeia alertou já que uma Escócia independente teria de voltar a candidatar-se como uma nova nação para ser Estado-Membro da UE

A maioria dos escoceses rejeita a ideia de independência, de acordo com uma nova sondagem, dias depois de os nacionalistas terem revelado planos para um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido.

De acordo com os resultados da YouGov, que faz sondagens online, publicados pelo jornal The Times, 57% dos eleitores escoceses rejeita a independência.

A sondagem surge dias depois de os nacionalistas escoceses revelarem que vão, na próxima semana, pedir autorização para realizar um segundo referendo sobre a separação do Reino Unido.

O governo do Partido Nacional Escocês (SNP na sigla inglesa) em Edimburgo espera que com a independência a Escócia possa manter laços próximos com a União Europeia após o 'brexit', a saída do Reino Unido do bloco europeu.

Há menos de três anos, os escoceses rejeitaram a independência num referendo.

No referendo do 'brexit', no ano passado, a maioria dos escoceses votou pela permanência do Reino Unido na União Europeia.

A Comissão Europeia alertou já que uma Escócia independente teria de voltar a candidatar-se como uma nova nação.

Angus Robertson, o representante mais antigo do SNP em Westminster (Londres), disse ao jornal The Guardian, numa entrevista exclusiva que será publicada hoje, que o referendo pode ser evitado se for permitido que a Escócia permaneça no mercado único europeu.

Robertson explicou que o SNP está "atualmente focado em tentar convencer o Governo do Reino Unido a chegar a um acordo de compromisso que proteja o lugar da Escócia na Europa".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG