Luxemburgo vai reforçar confinamento após o Natal

A partir de 26 de dezembro, o toque de recolher noturno começará duas horas antes do que acontece atualmente, às 21.00, e as lojas consideradas não essenciais serão fechadas

À imagem de muitos outros países europeus, o Luxemburgo vai reforçar as regras de confinamento após o Natal, anunciou esta segunda-feira o primeiro-ministro Xavier Bettel.

A partir de 26 de dezembro, o toque de recolher noturno começará duas horas antes do que acontece atualmente, às 21.00, e as lojas consideradas não essenciais serão fechadas.

A reabertura das escolas após as férias de Natal e Ano Novo será adiada para 10 de janeiro.

O teletrabalho vai manter-se obrigatório e todos os eventos desportivos, à exceção das atividades físicas individuais, serão proibidos.

Os números da Covid-19 no Luxemburgo têm melhorado, mas a situação continua preocupante, devido ao aumento do número de casos nos países vizinhos.

Os voos do Reino Unido foram temporariamente suspensos, depois de os cientistas britânicos terem identificado uma nova variante do coronavírus que parece disseminar-se mais rapidamente.

O grão-ducado iniciará a campanha de vacinação a 28 de dezembro, após a Comissão Europeia ter autorizado a primeira de várias vacinas candidatas.

Pelo menos 444 pessoas morreram vítimas de Covid-19 no Luxemburgo, que tem 626 mil habitantes e um dos registos de casos per capita mais elevados da Europa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG