Kit de testes defeituoso dá milhares de falsos positivos na Suécia

A Folkhälsomyndigheten, a agência sanitária da Suécia, afirmou que os kits foram fabricados na China pela empresa BGI Genomics e que foram distribuídos por todo o mundo.

Um kit de testes de covid-19 defeituoso deu 3700 resultados positivos falsos, indicou nesta terça-feira a agência de saúde pública sueca, erro descoberto por dois laboratórios no decurso de controlos de qualidade sistemáticos.

A Folkhälsomyndigheten, a agência sanitária da Suécia, afirmou que os kits foram fabricados na China pela empresa BGI Genomics e que foram distribuídos por todo o mundo.

Num comunicado, a agência sueca refere que os testes defeituosos foram utilizados por pessoas que efetuaram os exames em casa entre março e agosto.

"São principalmente pessoas que tiveram sintomas ligeiros ou que não os sentiram no momento do teste e que receberam resultados positivos", lê-se no documento.

As pessoas em causa vão agora ser contactadas ao longo da semana em curso e o número de casos de convid-19 deverá ser ajustado", acrescenta-se na nota.

"O kit de testes defeituoso foi assinalado pela Agência de Produtos Médicos sueca. [A empresa BGI Genomics] exportou-a de China para muitos países no mundo. A agência de saúde pública [sueca] já informou as autoridades competentes na Europa e na Organização Mundial da Saúde (OMS)", refere-se no comunicado.

Segundo os dados oficiais mais recentes das autoridades sanitárias suecas, a Suécia recenseou 86 891 casos confirmados de infeção ao novo coronavírus, de que resultou a morte de 5814 pessoas.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 813 mil mortos e infetou mais de 23,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG