Kim Jong-un aparece em público e acaba com rumores acerca da sua saúde

O líder da Coreia do Norte apareceu em público pela primeira vez em mais de um mês, indicou a agência de notícias oficial.

Kim Jong-un, participou na inauguração de uma fábrica de fertilizantes em Sunchon, norte de Pyongyang, segundo a KCNA.

O líder norte-coreano "assistiu à cerimónia" e "todos os participantes gritaram 'urra'" quando ele apareceu, indicou a KCNA. Ao contrário do que é costume, a agência não publicou fotografias do ocorrido.

A última vez que o ditador foi visto remonta a 11 de abril, quando presidiu a uma reunião do Partido dos Trabalhadores para a tomada de medidas no combate à pandemia num dos poucos países que oficialmente não têm um único caso de covid-19..

Citando fontes dos serviços secretos norte-americanos, a CNN avançou no dia 20 de abril com a notícia de que Kim Jong-un estaria em risco de vida após uma cirurgia ao coração.

A informação de que o ditador teria sido operado no dia 12 foi avançada pelo site sul-coreano sobre a Coreia do Norte Daily NK. De acordo com este órgão escrito por desertores, a intervenção deveu-se ao "tabagismo desmedido, obesidade e sobrecarga de trabalho", mas que estaria a recuperar em Hyangsan, no interior do país, e que parte da equipa médica já teria voltado à capital.

Os rumores intensificaram-se e inclusive o site norte-americano TMZ chegou a dar o autocrata como morto. As autoridades sul-coreanas, por norma bem informadas, designaram de "notícias falsas" as respeitantes ao neto do fundador da Coreia do Norte.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG