Juncker vai "ouvir com atenção" a primeira-ministra da Escócia

Primeira-ministra quer que a Escócia permaneça na União Europeia, mesmo que o Reino Unido saia da UE

O presidente da Comissão Europeia, Jean-ClaudeJuncker, disse hoje que vai "ouvir com atenção" o que a primeira-ministra da Escócia tem a dizer mas sublinhou não ter qualquer intenção de interferir no "processo britânico".

A Escócia "ganhou o direito de ser ouvida em Bruxelas", disse Juncker, adiantando que tenciona "ouvir com atenção" o que a primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, tem a dizer.

"Mas não temos a intenção, nem o Donald [Tusk, presidente do Conselho Europeu] nem eu, de interferir no processo britânico, não é a nossa obrigação nem a nossa função".

Nicola Sturgeon deslocou-se hoje a Bruxelas para apresentar aos líderes das instituições europeias a posição da Escócia na sequência do referendo de 23 de junho em que os eleitores britânicos decidiram abandonar a União Europeia.

A primeira-ministra da Escócia afirmou no domingo ser "altamente provável" que se realize um novo referendo sobre a independência escocesa após o 'brexit'. Os escoceses votam maioritariamente pela permanência na UE.

Entretanto, o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, anunciou que a Espanha se opõe a quaisquer negociações com a Escócia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG