Julio e Waldramina têm 110 e 104 anos. E bateram o recorde do casamento mais longo

O casal de equatorianos casou há 79 anos e recebeu agora o certificado da união mais longa entre pessoas mais velhas do mundo do Guinness.

Foi num dia de fevereiro que Julio Mora fugiu de casa dos pais para casar com Waldramina Quinteros. Passaram-se 79 anos e os dois equatorianos, ele com 110 anos e ela com 104, continuam juntos. Viram agora do Guinness dos Recordes certificar o seu casamento como o mais longo do mundo.

Juntos, Julio e Waldramina têm portanto 215 anos. E agaora celebram um casamento que ambas as suas famílias desaprovavam.

Lúcidos e de boa saúde, o casal continua a imagem da felicidade. Mesmo se as suas famílias admitem que têm estado meio deprimidos por a pandemia os impedir de estar com os seus muitos familiares. E são mesmo muitos: quatro filhos vivos, 11 netos, 21 bisnetos e um trineto.

Julio Mora nasceu a 10 de março de 1910 e Waldramina Quinteros a 16 de outubro 1915 e casaram a 7 de fevereiro de 1941 na Iglesia de El Belén, a primeira construída pelos espanhóis em Quito, a capital do Equador. Foi ali que viveram e ambos deram aulas.

Cecilia, uma das filhas, explicou ao The Guardian que os pais sentem falta das "grandes reuniões familiaares" e têm "andado mais abatidos". Mas continuam com as suas atividades preferidas. Julio gosta de ver televisão e beber leite, enquanto Waldramina gosta de ler o jornal todas as manhãs e nunca deixa escapar uma sobremesa.

Apesar de haver casamentos mais longos no mundo, o de Julio e Waldramina é o mais longo entre pessoas mais velhas. Bateram o recorde de Charlotte e John Henderson, um casal de Austin, no Texas, que, juntos têm 212 anos e 52 dias.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG