Menores utilizados para traficar fentanil para Estados Unidos

O crime organizado está a recrutar jovens para passar droga sintética para os EUA, em troca de dispositivos eletrónicos. 41 menores foram detidos nos últimos meses

O crime organizado está a recrutar jovens para traficar a droga sintética fentanil entre o México e os Estados Unidos, por vezes em troca de dispositivos eletrónicos, alertaram hoje as autoridades federais da Califórnia.

Nos últimos meses já se registaram 41 detenções de menores e pela primeira vez foram detetados seis casos de tráfico de fentanil, dos quais cinco ocorreram na última semana, de acordo com o Gabinete Aduaneiro e de Proteção das Fronteiras.

Embora a utilização de adolescentes para o tráfico de drogas não seja um fenómeno novo, uma "tendência alarmante" foi detetada entre jovens mexicanos e norte-americanos que são presos na sua tentativa de entrar no país com o perigoso opioide sintético, refere o gabinete.

Autoridades prenderam 84 adolescentes em 2017 por posse de drogas, principalmente metanfetaminas, heroína e cocaína, entre o Estado da Califórnia e o México.

Os grupos criminosos recrutam esses jovens em escolas, redes de transportes públicos ou redes sociais, anunciaram as autoridades.

Nos últimos casos, a idade dos detidos varia entre os 15 e os 17 anos, e alguns deles esconderam pacotes de fentanil nas suas roupas.

"É muito perturbador vermos essas drogas perigosas ligadas a menores que cruzam as nossas fronteiras", lamentou Anne Maricich, subdiretora de operações do Gabinete Aduaneiro e de Proteção das Fronteiras em San Diego.

Normalmente, o pagamento inicial por este crime é "inferior a 500 dólares" ou são oferecidos em troca dispositivos eletrónicos, disse Dave Shaw, agente especial do Departamento de Segurança Interna.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG