Já são 14 os ministros de Bolsonaro que tiveram covid-19

Tarcísio Gomes de Freitas é o último a testar positivo, dizendo que está assintomático e ficará em teletrabalho.

O ministro das Infraestruturas do Brasil, Tarcísio Gomes de Freitas, é o 14.º ministro dos 23 que tem o governo de Jair Bolsonaro a contrair a covid-19. O próprio presidente brasileiro já passou pela doença.

"Bom dia a todos. Testei positivo para a Sars-Cov-2, informação confirmada ontem à noite. Estou assintomático e seguirei com as minhas funções em regime de teletrabalho", escreveu no Twitter.

Bolsonaro disse a um grupo de apoiantes que já tinha falado com o ministro e que ele já estava a tomar a hidroxiclorquina, um medicamento que o presidente tem defendido mas cujos benefícios não estão ainda provados.

Tarcísio Gomes de Freitas é apenas o último dos ministros a testar positivo, tendo o próprio Bolsonaro dado positivo em julho, recuperando-se sem ter tido grandes sintomas. Também a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, teve a doença.

O teste positivo surge dias depois de ser revelado que o ministro da Justiça, André Mendoça, tinha a doença. No seu caso, o teste foi feito porque sentiu dores no corpo, confirmando-se depois que era covid-19.

Antes dele, tinha sido o ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello, a passar pela doença em outubro, tendo chegado a ser hospitalizado.

Os outros ministros que tiveram covid-19 são: Augusto Heleno (Segurança Institucional), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Onyx Lorenzoni (Cidadania), Milton Ribeiro (Educação), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União), Braga Neto (Casa Civil), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral), Marcelo Álvaro Antônio (Turismo), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Fábio Faria (Comunicações).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG