Já foi identificado o 3º homem do aeroporto e procuradoria acusa dois suspeitos

Faycal C é acusado de participar em atividades de um grupo terrorista, homicídios e tentativas de homicídio terroristas

O Ministério Público belga acusou dois homens por terrorismo: Faycal Cheffou é acusado de participar em atividades de um grupo terrorista, assassinatos terroristas e tentativas de homicídio terroristas. Aboubakar A. foi acusado de participar em atividades terroristas.

Segundo os media belgas, Faycal Cheffou é o terceiro homem captado nas imagens de videovigilância do aeroporto, de chapéu, com os dois bombistas suicidas que atacaram o aeroporto de Bruxelas na terça-feira, mas esta informação não foi confirmada pela procuradoria. As explosões no aeroporto e no metro de Maelbeek mataram pelo menos 31 pessoas e fizeram centenas de feridos.

Num comunicado divulgado sexta-feira, as autoridades já tinham identificado "Faycal C" como um dos três homens detidos na quinta-feira à noite perto do gabinete da procuradoria. Numa busca realizada em casa de Fayçal não foram encontradas armas ou explosivos.

Aboubakar A, que foi detido também na quinta-feira à noite, noutra parte da cidade, também foi acusado de participar em atividades terroristas.

O homem que foi detido ontem à tarde em Schaerbeek foi identificado como Abderamane A. e vai ficar detido mais 24 horas, para interrogatório.

O jornal Le Soir diz que Faycal C foi identificado pela taxista que levou os terroristas ao aeroporto. Outros jornais avançam informação no mesmo sentido e escrevem que Cheffou era um jornalista freelancer. Segundo o mesmo jornal, um autarca da cidade denunciou-o várias vezes à procuradoria, dizendo que tentava recrutar pessoas para movimentos radicais e considerando-o perigoso.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG